NOVELA COMETE BULLYING CONTRA AS GORDINHAS

 

Foto: Raphael Dias, TV Globo

Foto: Raphael Dias, TV Globo

No início de Amor à Vida, Perséfone era apenas a “gordinha louca pra perder a virgindade” e protagonizou cenas caricatas e cansativas. Mas nas últimas semanas, a personagem finalmente ganhou uma história relevante e Fabiana Karla ganhou espaço para brilhar. Bem longe da linha comédia à qual estava acostumada, a atriz mostrou o drama das mulheres que estão acima do peso. O par romântico com Daniel (Rodrigo Andrade) agradou em cheio e conquistou o público.

Até aí tudo bem,é super válido abordar o preconceito sofrido pelos gordinhos. Na escola, por exemplo, crianças mais fofinhas sofrem bullying dos colegas, afinal, os pequenos sabem ser cruéis em alguns momentos.

O problema é levar esse mesmo tratamento para a vida adulta. Usar termos ofensivos pode até ser normal na infância e adolescência, mas na vida real ninguém fala coisas do tipo “você é uma gorda ridícula” ou “meu filho, você não combina com essa gorda”. As pessoas podem até pensar algo assim, mas nunca vi falar na cara, sem pudor, como acontece na novela. Se vocês já viram ou passaram por esse tipo de situação, sintam-se à vontade para me desmentir.

Se tal comportamento ficasse restrito a Leila (Fernanda Machado), até vá, ela é má e cruel mesmo, a julgar pela forma como sempre tratou a irmã autista. O problema é que TODOS os personagens ao redor de Perséfone a chamam de gorda na maior cara de pau, sem se preocupar com os sentimentos da coitada. Até os que se dizem amigos da enfermeira não hesitam em fazer piadinhas desrespeitosas ou dizer que Daniel está fazendo “caridade”.

Mas no “Mundo Maravilhoso de Walcyr Carrasco” todos são lindos e perfeitos, Perséfone é a única gordinha e por isso acaba servindo de saco de pancadas. Ninguém ali olha pro seu rabo, não? De todo o corpo médico do Hospital San Magno, a “gorda virgem” é a pessoa mais pura e íntegra, incapaz de magoar os outros e disposta a tudo para ajudar seus amigos. São essas qualidades que a tornam diferente, não o fato de estar acima do peso.

Concordem ou não comigo, encarem esse post como um desabafo. As cenas de discriminação a Perséfone me incomodam profundamente e não poderia deixar de dividir isso com vocês. O que salva é o amor verdadeiro que Daniel parece sentir pela moça, o que o fez enfrentar a família e o preconceito dos amigos para subir ao altar com ela.

Texto de Michele Vaz Pradella

Fonte http://www.clicrbs.com.br

CHEGA DE BULLYG 

Imagem

15 pensamentos sobre “NOVELA COMETE BULLYING CONTRA AS GORDINHAS

  1. Vc esta totalmente certa , Walcyr Carrasco está passando dos limites ele já deu, nao consigo mais assistir a novela na parte da Perséfone pois é ridículo , é o cumulo essas atitudes ninguém nunca fez isso comigo.

  2. eu sou gorda, namoro um cara magro, que me aceita como sou, me assume e nunca sofri nenhum tipo de preconceito por isso, ou quando adulta alguém me disse que era uma gorda ridicula ou outros apelidos pejorativos, podiam até pensar, mas nunca falaram nada.

  3. pois gosto de novela , mostra a realidades de nois mulher gordinha BULLYING em todos os momentos , so ta relatando nossas vida pra ve si acaba um pouco com isso, sou feliz do meu jeito!!

  4. Pois eu concordo plenamente com você. Há tempos as novels tratam os personagens gordinhos com completo desdém. Sempre é uma moça encalhada querendo com desespero um marido, como foi nessa última novela (Flor do Caribe) e outras tantas onde o gordo é trapalhão, enxovalhado, com mtos apelidos.
    Mas se observarmos mais ainda veremos que todos são bons, de coração puro, etc… Eu realmente não sei o que as pessoas querem dizer com:” O mundo evoluiu, estamos no seculo XXI!”, afinal a cabeça continua a mesma. Infelizmente nada mudou a esse respeito!

  5. Ridículo !!! cada vez mais estão fazendo “novelas” sem conteúdo nenhum.. apenas é pornografia e discriminação!!! O pior de tudo, tem gente que adora ver isso.. eu não assisto essa novela e nem quero.. mas soube do casal perséfone e daniel, para eles eu tiro o chapéu, meu namoro é igualzinho.. eu sou a gordinha. Alguns da família dele, me chamaram de “gorda”, mais meu namorado sempre me apoiou e não ligou para meu peso e para as opiniões deles.. toda vez que tinha vergonha do meu corpo, ele ia e me deixava calma, ele sim é um verdadeiro príncipe !!! estamos juntos a 3 anos e 9 meses =D e somos muito felizes e nada vai nos separar.

    • pra mim a novela perdeu a graça muito precoceituosa pq smos gordinha nao podemos ser feliz eu so
      vo fica ate noiva meu noivo emagroe mais novo q eu e me ama peloq eu so

  6. Bom, td ia mt bem até o Daniel começar a pedir a Perséfone pra emagrecer pq os amigos ficam zoando ele. Então acho q ele não a aceita tanto como parecia.. Mais uma desse autor…

  7. Concordo plenamente e já comento isso com minha mãe há bastante tempo. Cara, as pessoas até podem dizer “nossa, tanta mulher magra e ele foi escolher justo essa gorda”, mas não na cara assim, falam por trás, porque a maioria das pessoas é falsa e hipócrita. Eu sou gorda desde criança, e jamais alguém falou assim comigo, primeiro porque daria uma resposta à altura na hora, segundo pelos motivos que já apontei: a falsidade que as inibe. Acho deprimente a forma como esse autor usa um problema sério de forma caricata, acho que assim, ele acaba por criar até mais problema, porque incita àqueles espíritos de porco a se sentirem no direito de ter tal atitude.

  8. acho nojenta essa novela pornografica onde tudo pode,tem alguns personagens maravilhosos sim mas,80)or cento são podres,mas é isso que muita gente gosta,quanto a gordinha…existem poucas mulheres lindas como ela e se essa figura horrenda do walcir carrasco?obs…carrasco,nao gosta de gorda saiba ele que quem critica é criticado,pra mim ele é ridiculo. sou gordinha e amada

  9. Sempre sofri bullying, sempre. Mas não pensem que só na escola ou roda de colegas, sofria da minha família também, as vezes da minha própria mãe e a unica que me defendia e defende é a minha vó. Quando fui crescendo eu emagreci mas mesmo assim era chamada de gorda pela minha mãe (detalhe: 170 cm e 45 kg) e eu realmente me achava gorda e ridícula, então me chafurdei na comida. Conheci meu marido minha mãe dizia que ele era doido que querer ficar com uma obesa igual a mim! Hoje peso 110kg e me aceitei, tenho um marido que me ama tenho uma saúde de ferro e logo terei filhos! Mas o bulliyng é real e machuca muito, ainda mais quando é na sua própria família!

  10. O que me deixa revoltada é a fraqueza de Daniel em relação as piadas que fazem com a Perséfone , além de não defendê-la, ainda está tentando controlar o que ela come, o resultado da dieta da melancia foi culpa dele. Ele deveria ter pensado antes de se casar, ele sabia que ela estava acima do peso, agora está incomodado com as piadas dos amigos. Ele deveria defendê-la de tanta maldade. Eu digo e repetido o amor é para os fortes, e ele é fraco.

  11. As mulheres gordas que comentam aqui dizem que namoram com homens magros e reclamam do preconceito contra as gordas, então por quê não namoram com homens gordos para mostrar que vocês não tem preconceito ? É muito fácil acusar os outros de serem preconceituosos e ignorarem os próprios preconceittos.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s