Tarde demais. Por Paulinha Pereira

Tarde demais.
Por Paulinha Pereira

Talvez o amanha não chegue.
Ou a vida seja interrompida.
O abraço jamais será dado.
E a oportunidade seja perdida.

Ame em quanto houver tempo.
Faça hoje não seja covarde.
Diga o que tem pra dizer.
Pois amanha pode ser tarde.

Beije como sempre quis.
Perdoe, e peça perdão.
Declara-se a quem ama.
Abra de vez seu coraçã

Visite o blog da nossa plus poeta

www.paulinhapereira.wordpress.com

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s