Homem também pode ser modelo Plus Size

Hoje a matéria é dedicada aos homens!

Sim, temos homens seguindo nossa página, e este post é dedicado a você, homem gordinho sim e com a autoestima lá em cima!

Como as mulheres, os homens também sofrem com a questão do padrão social de beleza masculina. E pior, sofrem calados, pois a maioria dos sites e blogs são direcionados ao público feminino, infelizmente são poucos os blogs que falam sobre a beleza do homem plus. Mas como nós admiramos e respeitamos os homens, está aí uma matéria sobre modelos masculinos plus size e pelo visto o mercado de vestuário está precisando muito desses mocinhos!

Matéria retirada do site ELASTIC por Girrana Rodrigues publicada dia 15 de maio de 2015 Fotos Filipe Menegoi e divulgações.

PESA ACIMA DE 110, É HOMEM E QUER TER UM ALTO FATURAMENTO?

O funil para atuar neste mercado de modelo plus size é tão apertado como uma calça skinny, mas pode render de 300 a 3000 reais por trabalho

Bullying na infância, solidão na fase mais efervescente da vida, a adolescência, e depressão por causa da dificuldade eterna de vestir calças, bermudas e camisas no manequim padrão. O enredo de vida do fotógrafo carioca Felipe Campus, de 30 anos, e do promotor de vendas Luciano Blessed, de 28, é bem parecido. Foram zoados desde sempre pelo sobrepeso e hoje trabalham, vejam só, como modelo plus size. Se o funil para mulheres que atuam neste mercado já é tão estreito como uma calça skinny, imagine para os homens. Sob esse aspecto, os dois já podem ser considerados vencedores.

Felipe, que atua há três anos como modelo, participa de cinco a oito eventos por mês. O número aumentou depois de ter ido ao programa Mais Você, de Ana Maria Braga. E o cachê, também. Para ilustrar catálogos de roupas, ganha 2 000 reais. O valor sobe para 3 000 reais quando faz presença em festa, como lançamentos de coleção e concursos de Miss e Mister Plus Size.

A sorte virou para o seu lado quando uma colega modelo resolveu indicá-lo para uma agência. Fotógrafo profissional, ele relutou de primeira. Depois topou encarar o outro lado das lentes e expor seus 115 quilos (ele tem 1,71 metro) sem medo. “O mercado de modelos masculinos plus size ainda não é grande porque a maioria dos homens acima do peso tem vergonha do próprio corpo”, diz ele. “O homem obeso é visto como desleixado. Eu sou gordinho por natureza, faço acompanhamento com endócrino, mas sempre me cuidei”.

 

foto filipe m

O carioca Felipe Campus: de cinco a oito eventos por mês (Foto: Filipi Menegoy)

 

 

 

 

 

 

 

O modelo Luciano Blessed também entrou na carreira por acaso. Após um começo de depressão por conta de uma ex-namorada que não quis apresentá-lo para a família devido ao seu peso, ele procurou um endócrino, emagreceu dez quilos e resolveu tirar algumas fotos profissionais para se sentir melhor.

As fotos tiveram aprovação dos amigos nas redes sociais. Blessed, que hoje pesa 118 quilos e mede 1,84 metro, procurou agências, fez um book e foi indicado para o concurso Mister Plus Size das Américas 2014. O título de campeão o ajudou a elevar a auto-estima. “Ser modelo plus size também é uma causa, muitas pessoas que não se aceitavam por estar acima do peso me procuram para dizer que se sentem melhor depois de verem meu trabalho”.

Blessed, Mister Plus Size 2014: três meses sem sair de casa por causa de depressão Foto: Divulgação)

Blessed, Mister Plus Size 2014: três meses sem sair de casa por causa de depressão Foto: Divulgação)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Apesar do nicho ainda muito diminuto, os gordinhos têm até um Fashion Weekend para chamar de seu. “Atualmente existem em torno de 5 000 mulheres que se declaram ser modelo plus size, mas apenas umas sete são de fato profissionais”, conta Renata Poskus, criadora e diretora do evento, que tem duas edições por ano. “O único homem que participou de uma edição foi o cantor Leo Jaime”, diz.

O cantor e ator Leo Jaime: o único homem a participar do Fashion Weekend Plus Size

O cantor e ator Leo Jaime: o único homem a participar do Fashion Weekend Plus Size

Cesar Augusto, diretor da CRC Models contabiliza dois modelos masculinos na sua agência. “A procura é maior quando precisam de figurantes de elenco para algum comercial”, explica. Augusto acredita que é importante investir em modelos plus size. “Mesmo existindo muitos homens acima do peso, se você caminhar no shopping há lojas que vendem tamanhos maiores para mulheres, mas para homens é mais difícil”.

Os números confirmam isso. De acordo com dados da Associação Brasileira do Vestuário (Abravest), há dois anos os setores de moda plus size movimentavam anualmente cerca de 4,5 bilhões de reais no país. Parece muito, mas ainda corresponde a uma parcela muito pequena da população que possui uns quilinhos a mais: a quantia representa uma fatia de aproximadamente 5% do faturamento total do setor de vestuário.

“Eles estão aqui porque são pessoas que se aceitam. A pluralidade é importante. Somos todos especiais: tatuados, cabeludos, gordos”, diz Mário Águas, proprietário da agência Freak Models.

E aí gordinhos, se animaram a ganhar uma grana e dar banana ao preconceito? Então anotem aí as agências que citamos nesta reportagem:

CRC Models, Ribeirão Preto – (16) 9359-2856
Freak Models, São Paulo – (11) 3862-6905

Clique aqui para ler a matéria original

ATENÇÃO: As administradoras do blog Sou Gordinha Sim não se responsabilizam por indicações de agências de modelo. —  Por Patrícia Nechar Plus

 

 

Um pensamento sobre “Homem também pode ser modelo Plus Size

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s